Cores da Estação

15/03/2012

No desfile de inverno da Cris Barros, apresentado na última terça-feira no Hotel Unique, a estilista mostrou uma coleção em que a cartela de cores veio repleta de gelo, azul Bic e vermelho. Pois é, o vermelho continua firme (lembra??)!

Aliás, no lançamento das coleções de Reinaldo Lourenço e Jack Vartanian, na última quarta-feira (14.03), várias convidadas apareceram em looks vermelhos, mostrando que a tendência agrada sim – e é muito poderosa!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Reinaldo Lourenço buscou inspiração nos carros da década de 60 para montar sua coleção para o verão 2011. E encheu a passarela de vestidos de seda (os ombros eram “radiadores” e as linhas, bem curvas), curtos e evasés. Traziam aplicações de flores de gaze, debruns coloridos e decotes discretos.

Havia calças, macacões e tops um pouco mais elaborados, tudo com o perfil do público do estilista! As cores eram off white (com coral e rosa cor de pele), mais laranja, preto e branco, fora alguns toques fluo!

Uma coleção bonita, de bom gosto e muito usável.

Desta vez termos muitos vestidos curtos e evasés com a, teremos algumas , exemplos perfeitos do Sport Couture que a marca trabalha. Na plateia, compradoras de olhos brilhando e jornalistas satisfeitas. Reinaldo pode dormir sossegado; sua coleção foi para o pódio.

SPFW Desfalcada

06/05/2010

Maria Garcia, Primavera/Verão 2010

A próxima edição da São Paulo Fashion Week vem anunciando diversas baixas, principalmente em virtude da antecipação da data que coincidiria com a Copa do Mundo.

Já anunciaram que não irão participar as grifes Huis Clos, Maria Garcia e Carlota Joakina. E Reinaldo Lourenço resolveu diminuir de 400 para 250 o número de convidados de seu desfile, mas afirma que aqueles que não tiverem convite poderão seguir os desfile por meio de sites e blogs. Segundo o estilista isto torna o desfile mais moderno, eficiente e profissional!

O estilista brasileiro Pedro Lourenço, filho dos também estilistas Glória Coelho e Reinaldo Lourenço, desfilou pela primeira vez em Paris, num concorrido evento paralelo ao calendário oficial da Semana de Moda de Paris outono-inverno 2010/11, no Hotel Westin.

Inspiradas na obra de Oscar Niemeyer e em Diana, a deusa da caça, sua coleção agradou os críticos de moda, mostrando uma mulher guerreira, com um quê futurista, escorando-se em construções arquitetônicas das peças estruturadas, muito bem confeccionadas.

Reinaldo Lourenço trouxe para as passarelas do outono-inverno 2010 uma coleção com momentos diversos que se alternam: são vestidos da década de 40, calças e paletós inspirados nos uniforme militares e vestidos leves, transparentes, em tons nude, sendo surpreendidos por momentos de organza e tons vibrantes, remetendo à luz e à espiritualidade, conforme definido por ele.

No início, o militarismo, com mínis retas ou em A, com muitos bolsos, cintos, botões. Sim, existe uma praticidade nos bolsos utilitários e também nas calças retas, que permitem a transformação em bocas de sino quando abertos os zíperes (isso também acontece com as ankle boots e botas), acompanhadas de camisas com mangas de couro ou jaquetas.  Há, também, conjuntos em couro e em lã canelada, em clara referência aos uniformes militares.

Os vestidos coluna, típicos do estilista, vieram muito leves, transparentes, cheios de  apliques que formam desenhos florais ou ondas, a cara dos anos 40. No final, eles são super enfeitados, cheios de babados e rendas que se transformam em detalhes de cetim aplicados, simétrica ou assimetricamente, como se fossem as condecorações nos paletós militares. Em cores vivas, usadas junto com off-white e o preto.

 Meias pretas finalizam o look, que também ganha acessórios de falso vison.

Pedro e Reinaldo Lourenço

O estilista Pedro Lourenço, 19 anos, filho dos estilistas Gloria Coelho e Reinaldo Lourenço, vai estrear no circuito de moda internacional: ele fará seu primeiro desfile em Nova York, em fevereiro, durante a semana de moda.

Pedro Lourenço assinou sua primeira coleção com apenas 12 anos de idade, em 2003, criando a coleção Outono-inverno da Carlota Joakina, a segunda marca de Glória Coelho, sua mãe.

Foi ontem (28/10), na Casa Fasano, em São Paulo, a 2ª edição do Prêmio Moda Brasil. Débora Bloch comandou o evento, muito elegante e de bom humor, vestindo um preto D’Arouche e um nude e preto de Reinaldo Lourenço. Espirituosa, fez piadinhas e divertiu a platéia.

Debora Bloch

Debora Bloch

A homenagem da noite foi prestada a Regina Guerreiro, que compareceu vestindo um preto de Gloria Coelho, com direito a discurso que divertiu plateia e recebeu o troféu das mãoes de Costanza Pascolato.

Regina Guerreiro

Estiverem presentes Luis Melodia, Maria Gadu e Vanessa da Mata, para animarem a cerimônia com seus shows.

Os vencedores da noite foram:

– Fotógrafo: Gui Paganini
– Site: Erika Palomino
– Blog: Flavia Lafer
– Programa de TV: GNT Fashion
– Make up: Daniel Hernandez
– Hair Stylist: Max Weber
– Estilista revelação: Juliana Jabour
– Designer de acessórios: Glorinha Paranaguá
– Designer de joias: Jack Vartanian
– Campanha publicitária: Ellus
– Moda Praia: Lenny
– Desfile do ano: Reinaldo Lourenço
– Modelo masculino: Michael Camiloto
– Modelo feminino – new top: Carmelita
– Modelo feminino: Raquel Zimmermann
– Stylist: Flavia Lafer
– Veículo de mídia impressa: Vogue
– Jornalista de moda: Costanza Pascolato
– Direção de arte: Giovanni Bianco
– Estilista de moda masculina: Alexandre Herchcovitch
– Estilista de moda feminina: Gloria Coelho

%d blogueiros gostam disto: