NY está laranja…

13/09/2011

Além do make laranja, Nova York foi tomada por looks laranja nas passarelas de sua semana de moda!! É só ver as coleções desfiladas por Carlos Miele, Alexander Wang, BCBG Max Azria, Derek Lam, Diane Von Fürstenberg, Rag & Bone, Tommy Hilfiger, Victoria Beckham, Marc by Marc Jacobs, entre vários outros.

Dá para copiar já aqui no Brasil, só precisa tomar cuidado com o tom de laranja que você vai escolher…

Não dá para esquecer nunca que  a cor certa ilumina, deixa a aparência saudável e descansada, rejuvenesce, harmoniza e dá ao rosto aquela aparência de corado, colorido. Além disso, tem o poder de suavizar a textura da pele, valorizar os traços, equilibrar as formas e afinar o rosto! A cor errada, ao contrário,  acaba sabotando sua aparência, já que apaga e cria sombra no rosto, dá aparência cansada, envelhece (acentua as marcas de expressão), sobrepuja, suga a coloração natural (amarela, acinzenta), distorce as proporções e alarga o rosto.

Apostando no laranja certo, é só se inspirar nos looks desfilados e arrasar no verão brasileiro…

Este slideshow necessita de JavaScript.

Entre neve e botas grifadas, começou ontem a Semana de Moda de Nova York, que abre o calendário das fashion weeks de Londres, Milão e Paris.

Um dos destaques será a comemoração dos 30 anos de carreira de Michael Kors, com desfile comemorativo e festas em homenagem ao estilista. Outro acontecimento importante é a inauguração da primeira loja em NY do atual queridinho das fashionistas locais, Alexander Wang, que fica no Soho (onde antes funcionava a loja do estilista japonês Yohji Yamamoto).

Nesta edição, três brasileiros participam do evento: além de Alexandre Herchcovitch e Carlos Miele, a novidade é o designer carioca Sobral, que faz lindas bijoux de resina e participará da mostra de acessórios, que acontece paralelamente aos desfiles.

Quem quiser ir acompanhar os desfiles, pode ver tudo pelo “The Cut“, blog da “NY Mag“!

A moda que vimos em Nova York na temporada do verão 2011 da fashion week americana, que terminou ontem, mostrando um perfume setentista, uma moda que exalta o estilo de vida da metrópole mais agitada dos Estados Unidos: a própria Nova York!

Quem deu o start foi Marc Jacobs, que exaltou o famoso clube Studio 54, criado em 1977, onde aconteceram festas memoráveis, lotadas pelas celebridades da época. Outras referências foram a atriz Jodie Foster, no filme “Taxi Driver” (1976), os roqueiros ultra-paramentados do New York Dolls e as criações de Yves Saint-Laurent, que brilhava na década de 70. Trouxe para a passarela vestidos esvoaçantes, macacões longos, além das cores dos anos 70, como marrom, roxo, laranja e vermelho, em desfile aberto pela modelo alemã Luisa Blanchin, o rosto mais comentado do momento.

Já as grifes Tommy Hilfinger e Lacoste mostraram o um estilo”esportivo-chique”, típico do Upper East Side: a primeira revisitando o “preppy” (estilo “mauricinho” americano!) e a segunda, bem setentinha, exaltou os looks de veraneio da época (trouxe até as trancinhas de Bo Derek no filme “A Mulher Nota 10”, de 1979). A Tommy, aliás, comemora seus 25 anos, sagrando-se uma das mais importantes representantes do estilo esportivo da moda dos EUA. Seu desfile esteve lotado de celebridades na primeira fila (Jennifer Lopex, Christina Hendricks e Ed Westwick, entre outros).

Jason Wu, estilista queridinho de Michele Obama, veio buscar inspiração no Brasil, mais precisamente na artista Beatriz Milhazes. E aí, enveredando pelo lado brasileiro, teve Carlos Miele, que animou seu desfile com trilha sonora ao vivo de Bebel Gilberto, e não desapontou suas fãs, mantendo seus modelos sexies e com detalhes feitos à mão, e também Alexandre Herchcovitch, novo queridinho de blogueiros como Bryan Boy, considerado um dos mais influentes da web.

Diane Von Furstemberg também exaltou os anos 70, em charmosa coleção, e Carolina Herrera mostrou muito luxo na passarela. Aliás, as coleções foram, em sua maioria, luxuosas interpretações da tendência setentista, bem como do esportivo de luxo…

Bossa nova em NY

11/09/2010

Na próxima segunda feira, dia 13/09, acontece o desfile de Carlos Miele em Nova York. A cantora Bebel Gilberto irá cantar ao vivo no desfile, e escolheu a música “Another Brick in the Wall”, da banda Pink Floyd, para cantar. A interpretação será em ritmo de bossa nova…

Lembra do sapato de Alexandre Birman no seriado americano Gossip Girl (nos pés de Leighton Meester)? Agora outro brasileiro mostra sua criação no seriado: Carlos Miele vestiu Blake Lively – a Serena, que usou um vestido de um ombro só num episódio recente (Dr. Estrangeloved, no dia 26/04), Serena usa o vestido de um ombro só.

Fim da semana de moda de Nova York, dois brasileiros desfilando por lá e fazendo bonito perante a crítica… pois é, Carlos Miele, como falamos, mostrou nas passarelas uma de suas melhores coleções, glamurosa como sempre, mas temperada de um certo construtivismo fashion, com muita geometria e cores fortes.

Não contente, Carlos Miele, que já é dono das grifes M. Officer e da marca de luxo Carlos Miele, criou recentemente a Miele, uma linha mais jovem e acessível, além da Carlos Miele para Homens. Incansável, lança ainda este ano uma grife para crianças, ainda sem nome, dedicada às meninas entre 3 e 12 anos e contemplará roupas sofisticadas, para serem vendidas em todas as lojas Carlos Miele.

Efeito Grécia

06/11/2009

O calor desses últimos dias me inspirou a pensar nos drapeados, que deixa a roupa com aquela carinha de “Grécia”, tudo muito chique, muito cool. Pode ser um vestido, um maio, uma saia…

Inspire-se!

André Lima
André Lima
Carlos Miele
Carlos Miele
Cori
Cori
Cris Barros
Cris Barros
Filhas de Gaia
Filhas de Gaia
Forum Tufi Duek
Forum Tufi Duek
Tessuti
Tessuti

No último sábado, quando estive no Kaá, que aliás é minha dica do fim de semana, testei o look…

detalhe
detalhe do drapeado
brincos Vivi Chahine
brincos Vivi Chahine
detalhe do cabelo
detalhe cabelo
vestido Cris Barros
Look final… O vestido é Cris Barros e a sandália, Jimmy Choo

O segundo dia do Pense Moda começou com a “Mesa NEGÓCIOS DA MODA”, mesa de debate mediada por Silvio Passarelli (diretor de artes plásticas da FAAP), da qual participaram Fause Haten (estilista da FH), Roberto Davidowicz (da UMA) e Geni Ribeiro (consultora de produto da Abit – Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), cujo assunto foi a situação atual do negócio da moda no país, dos acertos e erros, sucessos e insucessos.

mesa de debate

Em seguida, palestras dos franceses Maroussia Rebecq (que trabalha com moda, música, cenografia e artes) e Jean Michel Bertin (do coletivo Andrea Crews, que faz arte, publicidade e moda (reinterpreta idéias de outras marcas).

Jean Michel Bertin

Marossia Rebecq

Para fechar, a Carlos Miele foi sabatinado, e falou sobre exportação e de como conseguiu se fincar sua bandeira em Nova York e Paris.

Carlos Miele

%d blogueiros gostam disto: