A Folha de São Paulo, na edição do dia 26 de setembro, no caderno Vitrine, trouxe uma reportagem intitulada “Vestidas para vender, vestidas para comprar”, que achei bastante interessante porque mostra claramente que a roupa é uma ferramenta para transmitir e definir nossa identidade pessoal e a imagem/percepção que desejamos que os outros tenham de nós.

cha_fw09_059A reportagem trata das lojas de grife localizadas em São Paulo e suas respectivas compradoras (fiéis ou eventuais) e vendedoras, enfatizando o fato de que ambos os lados são “loucos” por grifes, consomem-nas avidamente, mas que o preço pago por elas são BEM diferentes…

Dentre outras colocações, o que mais me chamou atenção foi o fato de que “os looks excessivos das vendedoras, nessas boutiques de luxo, podem intimidar a consumidora potencial e fazê-la relutar a entrar na loja”. As compradoras vêem-se obrigadas a se produzir demasiadamente para ir às compras e muitas vezes se sentem diminuídas diante das vendedoras, avaliadas antes mesmo de entrarem na loja.

 Dior-alta-costura01Pois bem, a verdade é que a primeira impressão é a que realmente fica, somos julgados em até 30 segundos (numa interação, exíguos 6 segundos são suficientes para causar impressão, segundo pesquisas científicas na área da psicologia)… E o julgamento é feito pela PERCEPÇÃO, por aquilo que está em nossa memória, levando-se em conta as referências de quem está julgando (e esse é um fator cultural, tem a ver com o ambiente em que ele está inserido!). Associamos símbolos àquilo que conhecemos, analisamos a vestimenta e traduzimos de acordo com as experiências pessoais que temos.

Por isso a importância em se criar uma identidade pessoal, em definir o estilo, a imagem da pessoa. E esse é justamente o trabalho do CONSULTOR DE IMAGEM: fazer com que a pessoa tenha a certeza de estar passando a imagem que deseja, de estar sendo percebido pelos outros como ele quer, de estar refletindo seu interior. Através de seu conhecimento acerca dos significados, dos símbolos da vestimenta, o consultor fará com que seu cliente exteriorize o que quer passar, levando em conta referências históricas, elementos de design, regionalidade, cultura e experiência pessoal (o consultor tem sempre referências novas, à frente…).

A consultoria de imagem irá alterar a percepção que os outros têm a seu respeito, muda o tipo de abordagem em relação a você. Por isso é para todo mundo, para pessoas “normais”, não apenas para pessoas em destaque na mídia, artistas, políticos. Importantíssima para profissionais de todas as áreas, inclusive para essas pessoas que, apesar de necessitarem transmitir uma imagem de pessoas “acessíveis”, passam uma mensagem de superioridade, afastando de si justamente quem mais deveriam atrair… suas potenciais clientes.

Anúncios

DSC02116Aconteceu ontem, no Shopping Iguatemi (São Paulo), mais uma edição do Fashion Kids. Entre desfiles e atividades, os pequenos puderam se divertir e conhecer as “novidades” para curtir o calor do verão 2010. E não faltou charme na passarela…

Definitivamente, no quesito “beauté”, as últimas temporadas de moda concentraram seu foco na pele e nos olhos e eles RELUZEM…

 Os iluminadores foram presença garantida nas passarelas nacionais e internacionais. Se bem usado (claro!!), ele dá um ar saudável e faz a maior diferença no look final, já que é capaz de levantar a expressão dos olhos, disfarçar uns defeitinhos e acima de tudo proporcionar brilho. 

Há vários tipos de iluminadores no mercado, além de bases, blushes, hidratantes, gloss, glitter e sombras cintilantes, que contém pigmentos capazes de produzir esse tal efeito luminoso.

DSC02074cópiaOs iluminadores em pó são os que tem melhor fixação e podem ser utilizados por qualquer tipo de pele, mas há também os cremosos e os líquidos (bases, sombras e blushes, por exemplo). Mas cuidado: você deve observar o tipo e a textura da pele, e se há imperfeições e ruguinhas antes de eleger o seu, já que usar o produto errado pode causar justamente o efeito contrário ao que se quer produzir.

DSC02058cópiaHá diversos usos e maneiras de se aplicar os iluminadores, mas o melhor é usá-los nas têmporas e na região dos olhos, ou o visual pode ser o de uma pele oleosa. Mas tem um “truquesinho” legal que aprendi com um maquiador amigo: aplicar o iluminador, com um pincel chatinho, no V do lábio superior cria ilusão de aumento.  DSC02057cópia

Pode usar tanto um iluminador cremoso quanto um em pó, o importante é que o toque seja sutil.

 

Melhor Variado…

20/09/2009

Ontem fui jantar novamente em um dos restaurantes que mais gosto em SP: o ARTURITO (R. Artur de Azevedo, 542, Pinheiros, tel. 3063-4951), onde a chef argentina Paola Carosella prepara pratos maravilhosos no forno à lenha. O serviço é super atencioso e, apesar de sempre cheio, a gente consegue esperar tomando um bom vinho e provando alguma “comida do bar” (eles tiveram uma ótima idéia ao colocar algumas mesinhas do lado de fora para deixar a espera mais agradável…). Aliás, o restaurante foi o vencedor desse ano na categoria Melhor Variado do “Comer & Beber – O Melhor da Cidade 2009-2010” da Revista Veja SP. Recomendo!

Uma boa dica para o jantar desse sábado é o Restaurante Dui, da Chef Bel Coelho. O restaurante é lindo, todo envidraçado com vista para um jardim.

A chef prepara pratos de sabores contemporâneos, na linha “comfort food”. Tudo é muito gostoso, a começar dos pãezinhos do couvert e tapas. Preste atenção nas sugestões dos atenciosos garçons, quando eu estive lá, aceitei a dica e comi um peixe maravilhoso… E não dispense as sobremesas: os figos frescos assados com pistache caramelizado e creme de baunilha são uma delícia!!!!!!!!!

Dui: Alameda Franca, 1590, Jardins

Hoje eu fui almoçar com duas amigas queridas no Le Buteque (que aliás é uma delícia…). Bem, o fato é que assim que eu entrei, uma delas (a Lucia, uma querida; a Matil ainda não tinha chegado!!!) disse: “Nossa, Fê, você fica linda de azul, deveria usar sempre!”.

DSC02042Eu na hora tirei da bolsa minha cartela de cores (sou VERÃO CLARO) e mostrei para ela que aquele azul fazia parte da minha cartela de cores. Gente, era uma camiseta simples de malha, mas a cor era “minha”, ou seja, ressaltava meu colorido natural, enfatizava meus pontos positivos, deixava minha pele com aparência mais “limpa”…

Isso me deixa mais tranquila por insistir tanto com as pessoas que conheço para fazerem uma análise de cores e ter sua cartela personalizada. Assim, elas poderão comprar suas roupas com a certeza de que estão fazendo a escolha certa.
Uma novidade é que eu estou usando um método novo, mais preciso, que aprendi no curso da Ilana Berenholc, em junho passado. E é um processo relativamente rápido, não precisa tirar “horas” para uma coisa que trará benefícios enormes… É muito legal ter uma cartela personalizada de cores na bolsa para “sacar” na hora das compras e saber que aquela peça que a gente “amou” vai ter o poder de nos deixar ainda mais bonitas…

Hoje visitei as meninas da Paula Ferber, na Rua Chilon, porque era dia do Mont’anora: a gente pode montar rasteirinhas do jeitinho que quiser, na hora. Fiz uma rasteira “lindinha”, e ainda fiquei papeando com elas um tempão, uma delícia de tarde. Fora que o Seu Antonio, que fica fazendo as sandálias na hora, é super caprichoso e atencioso. Na 6ª feira ele vai estar montando na loja do Cidade Jardim. Vale a pena…

MatériaNa edição de setembro, na página 236, a Revista Cláudia trouxe uma nota a respeito do meu trabalho de consultoria de imagem. Bem legal, principalmente porque eles descreveram rapidamente como funciona uma consultoria de imagem e, mais importante, fica claro que consultoria também é para “pessoas normais”, não precisa ser artista para recorrer a um profissional de imagem. Afinal, todo mundo quer estar bem dentro de seu círculo social ou profissional.Matéria Recortada

%d blogueiros gostam disto: