Aconteceu ontem, domingo (28/11), no centro de São Paulo, a 2ª edição do Fashion Mob, desfile-passeata comandado por André Hidalgo, para marcar o o início da Casa de Criadores do inverno 2011. O Largo do Arouche foi invadido estava tomado pelos estilistas e suas modelos, que seriam analisados por um júri. O vencedor irá participar do Projeto Lab da próxima edição de verão da Casa de Criadores, em maio de 2011; de quebra, os três primeiros ganharam ainda um workshop surpresa com a stylist Chiara Gadaleta e o jornalista Jackson Araújo.

O  primeiro lugar ficou com Tiago Schynider, estudante do último ano de modelagem do Senai CETIQ, que se inspirou no no espetáculo “A Herança”, de Magda Rezende. A professora de moda Camila Prado (que, aliás já desfila há seis anos na Capital Fashion Week, em Brasília) foi a segunda colocada e Danilo Centemero, ex-assistente de Mario Queiroz, o terceiro.

Mundo Mix Reloaded

19/07/2010

A Galeria Mundo Mix foi totalmente reformada e inaugurou uma Flagship Store de 500m2, nos Jardins (Rua Augusta, 2.559). A idéia é oferecer aos consumidores a possibilidade de encontrar em um só lugar diferentes produtos dos mais diversos segmentos, “estilo com preço acessível”. São cerca de 40 marcas nos segmentos de arte, design, jardinagem, livros, moda e mobiliário (entre as marcas estão BOX 11, Estúdio Manus, Fabio Andreoni, Geová Rodrigues (NY), JeC Revistas e Livros, João Pimenta, Kleber Matheus, Troy Art, Simone Nunes, RGroove, Romy and Jacob (USA), UMA, Urban Design, Traffic People (UK), Vertices Casa e Wilson Ranieri).

Entre os espaços, há um corner da Casa de Criadores, que a cada três meses apresenta três novos estilistas, o espaço Fica a Dica, onde um formador de opinião ou personalidade convidado fará uma venda especial do seu lifestyle (o tema é livre, vale qualquer tipo de produto), a loja Ducha (que testará produtos exclusivos antes de mandá-los para lojas de todo o Brasil) e a Galeria Mezzanino, do jornalista Renato de Cara, onde poderão ser vistas mostras  individuais de novos artistas.

Além disso, os muros da Galeria serão repaginados a cada três meses, sempre com um artista convidado diferente para executar este projeto. No interior da loja serão vendidos diversos objetos com o mesmo tema, tudo com a assinatura do convidado. Na primeira edição o artista escolhido é Rafael Faria, da Futuramente.

Foto: divulgação.

Patachou

A gente já tinha visto na 27° Casa de Criadores e agora vemos de novo no Fashion Rio a “idéia” de deixar a máscara de cílios de lado no próximo verão.

Vários profissionais optaram por deixar os cílios ao natural nas passarelas, caso de Augusto Rebelo (responsável pela beleza de Cynthia Hayashi e Yoon Hee Lee) e Robert Estevão (fez o make das Gêmeas, onde as modelos ganharam sombra dourada e batom fúcsia – e nada de rímel!!). Já o beauty artist Paulinho Filatier (para Melk Z-da) colocou todo o foco na boca (usou um batom laranja, a cor Morange, da M.A.C), enquanto o maquiador Lavoisier (que fez o make para as Filhas de Gaia) apostou nos cabelos frisados para dar força ao visual das modelos.

Robert Estevão e o make das Gêmeas

Melk Z-da: rímel zero e bocão quente com batom laranja Morange, da M.A.C.

Filhas de Gaia: cabelos frisados

Cavendish: cílios coloridos em alta

O mesmo Robert Estevão fez o make da Patachou no Fashion Rio e, como já havia dado a dica no Minas Trend Preview, confirmou a tendência do olho sem nada de rímel (neste caso focou os olhos com um tom forte de amarelo e gloss nas têmporas para dar um efeito molhado), tudo devidamente acompanhado de um cabelo preso “displicente”, com um “quê” de bagunçado!

Mas, e na prática, será que a tendência pega? Bem, na passarela vale tudo, só que para ficar bonita e harmônica a maquiagem precisa da máscara. E como esse Fashion Rio já mostrou de tudo um pouco, o cosmético voltou a aparecer nas passarelas, como no Desfile da Cavendish, com make de Daniel Hernandez (nesse caso, os cílios vieram ultra coloridos).

Max Weber, responsável pela beleza nas passarelas da Blue Man, fez as modelos parecerem bronzeadas (com muita base no rosto, pescoço e corpo), com rímel aplicado apens na raiz dos cílios. Daí aparece de novo Robert Estevão, dessa vez para a TNG, e desfaz a tendência que vinha criando, mas também só usa a máscara na raiz e acrescenta iluminador nas pálpebras e sombra levemente rosada no côncavo dos olhos.

Blue Man: pele bronzeada e rímel na raiz dos cílios

Qual caminho você deve seguir? Agir com discernimento nessas horas é tudo: make de passarela é só para passarela!

O encerramento da 27ª edição da Casa de Criadores aconteceu com o desfile de Walerio Araujo, que fez uma verdadeira festa na passarela, colocando amigos e famosos sentados na passarela. Sabrina Sato e Gorete (a antiga “Paula Veludo do Pânico na TV”), André Almada, Evandro Santo, Celso Kamura,  Stefhany do Crossfox, o maquiador Fernando Torquato e o repórter de televisão David Brasil.

Veja todas as fotos do segundo dia de desfiles:

Vencedor do Fashion Mob na última temporada, Luiz Leite ganhou como prêmio a participação no Projeto Lab

Gabriela Sakate

Juss

Cynthia Hayashi, congratulada pelo júri do Ponto Zero realizado em novembro de 2009, que a definiu como um novo nome no line up do Projeto Lab da 27° Casa de Criadores

Yoon Hee Lee trabalhou formas assimétricas em looks tridimensionais

Rober Dognani

As Gêmeas, de Carolina e Isadora Fóes Krieger

Rolando desde segunda feira, dias 24/05, no shopping Frei Caneca, em São Paulo, a  Casa de Criadores coloca nomes emergentes da moda brasileira na passarela. Sabe o que já teve de legal?

Teve a coleção masculina da Der Metropol, de Mario Francisco, que trouxe uma coleção leve e bem comercial, mas muito legal; teve uma coleção sobre body mutation (as peças de moda praia tinham desenhos das marcações feitas pelos cirurgiões plásticos antes da intervenção, sabe?), assinada pela Purpure; surgiram bonecas russas, obra de R.Rosner, (de Jadson Ranieri); e as mulheres etruscas de Geraldo Couto.

Der Metropol

R. Rosner

Purpure

Jadson Ranieri

Geraldo Couto

Já pensou em terminar de comprar seus presentes de Natal em um bazar? Tem dois muito legais rolando a partir de hoje, acho que vale super a pena para investir em peças mais básicas e que não tenham “carinha datada”:

O primeiro é da Forum Tufi Duek, com peças de coleções passadas, inclusive do último inverno, com até 70% de desconto. Além das compras, você poderá ajudar alguém que está precisando, doando 1 kg de alimento não perecível para a ONG Cepac (Associação para Proteção das Crianças e Adolescentes). O bazar estará aberto nesse sábado e domingo (19 e 20/12), das 12h às 20h, na R. João Batista de Lacerda, 468, Mooca, São Paulo – SP.

O outro bazar conta com produtos e marcas descoladas a preços beeeem legais (com descontos de 40% a 70%). São peças de vários estilistas participantes da Casa de Criadores e convidados especiais: Add, Adults Only, Amapô, Cinto Muito, Der Metropol, Do Estilista, Fábia Bercsek, Gêmeas Vintage, Gustavo Silvestre, João Pimenta, Karin Feller, Mayo, No Hay Banda, R. Rosner, Rober Dognani, Tony Jr. e Urussai.  O bazar funciona entre os dias 19 e 23/12 (sábado, segunda, terça e quarta das 10 às 22 hs; domingo das 13 às 19 hs), Loja Pop Up da Casa de Criadores, na Alameda Lorena, 1682 – Jardins, tel. 11 3o62-5086

O último dia foi só de desfiles: Ponto Zero, AME, Cynthia Hayashi, Hey! Ue Sauna; em seguida Geraldo Couto, André Phergom, Diva, Prints I Like, Weider Silveiro e Gustavo Silvestre. Confira imagens:

 

Foto Marcelo Soubhia/ Ag. Fotosite

Penúltimo dia da Casa de Criadores e último dia do ciclo de palestras Kathia Castilho falou da relação do corpo com a moda, de como cultuamos o corpo e como ele acaba servindo como espelho da nossa personalidade.

Depois, veio uma conversa liderada por André Hidalgo, idealizador da Casa de Criadores, com Elisa Stecca, Isadora Krieger, Lorenzo Merlino e Jun Nakao sobre os 12 anos da Casa de Criadores, com a conclusão de que o grande diferencial da Casa é a pessoalidade entre a casa e quem a visita e a casa e os produtores.

Quem abriu a passarela foi o Projeto LAB, composto por Karin Feller, Danilo Costa, Rachel Grandinetti, Jadson Raniere e Arnaldo Ventura.

Cada estilista apresentou sua visão inverno 2010, e quem começou foi Karin Feller, vencedora do concurso Ponto Zero na última Casa de Criadores, que apresentou coleção inspirada pela pintura das bonecas russas e pelo universo camponês

Após a apresentação de Karin, quem entrou na passarela foi Danilo Costa, que apresentou estampas de casinhas de cachorro com ar vintage e uma figura de coração, que conferia ar emotivo da coleção.

Rachel Grandinetti, vencedora do Projeto Box, inspirou-se em Maria Antonieta  e apresentou coleção de elementos rocker, com cintos de tachas e muita sensualidade.

Jadson Raniere mostrou visual westerncom franjas em couro, couro croco, bordados e tecidos empapelados foram artifícios que Jadson usou, para compor sua coleção. As calças em alfaiataria eram lindas, principalmente as maxi-pantalonas.

Arnaldo Ventura mostrou coleção inspirada nos pássaros. O desfile iniciou-se com a performance de um bailarino. Depois, apresentou seu trabalho de volume e textura dos milhares quadrados de tecido, costurados nos vestidos e casacos, as mulheres do estilista ganharam o aspecto de penas de pássaros.

 Em seguida vieram em seguida, Ianire Soraluze, Der Metropol, Marcelu Ferraz, Tony Jr. e Rober Dognani.

Ianire usou uma flor vermelha contrastando com a neve, em uma coleção de tons pastéis, com muita alfaiataria de cinturas altas marcadas, transparências e vestidos com babados.

Mário Francisco, estilista da Der Metropol, usou como como referência a série Hellraiser, com cartela de cores, verde militar, branco, vermelho, preto , e cinza.

Marcelu, em referência ao filme O Nome da Rosa, trouxe para a passarela os trajes dos monges franciscanos e beneditinos, com tricôs e calças sarouel, em tons terrosos, roxos, cinzas e alguns detalhes em amarelo.

Para  Tony Jr, em sua coleção feminina, a referência foi o universo do cabaré; no masculino, o homem era sedutor. A cartela de cores era formada de branco, preto, dourado, cinza, marrons e vermelho-sangue.

Finalmente, Rober Dognani trouxe a influência da série “Star Wars”, desfilando muito couro vegetal, Jersey de lã, lurex e laminados, em peças metalizadas e macacões inesperados.

%d blogueiros gostam disto: