Como havíamos comentado anteriormente, os anos 20 estão no foco dos desfiles de Milão, inspirando vários criadores… O período era de fartura e opulência, e as mulheres esbanjavam seu charme em vestidos de silhueta solta, mas cheios de franjas e plissados.

As franjas apareceram exaustivamente (quem se lembra do Fashion Rio? Lá já tinha, e muito!!), os fios de seda balançando por toda a passarela, bem ao estilo “melindrosa”, nada discretas! A Gucci, a Etro e a Missoni, por exemplo, foram algumas das grifes que apostaram na tendência.

Os plissados – que continuam por mais uma temporada, apareceram lindamente na passarela da Prada, que usou o recurso em duas versões: na seda e no couro!! A Prada, aliás, mestre em lançar tendências, resgatou barrigas de fora do seu verão 2008, que foram um sucesso. Dessa vez os bustiês são mais largos, e o umbigo continua devidamente coberto pelas saias de cintura alta – a tendência exige cuidado para não ficar vulgar.

A Missoni mostrou nas passarelas uma coleção de inverno super delicada, com cartela em tons pastéis, silhuetas delicadas, e modelos fluídos. A inovação ficou para a estampa príncipe de gales maximizada, que veio fazer companhia ao tradicional zigue-zague da marca. Tudo acompanhado de botas biker em patchwork em camurça ou piton.

Missoni para homens

13/04/2010

Hoje tem lançamento no Iguatemi: a Missoni mostra a coleção masculina de inverno da marca, com a presença, segundo rola no twitter, de Débora Secco, Carla Lamarca (que vai ser DJ) e outros convidados vips.

É  a primeira vez que a marca traz suas peças especiais para o público masculino, que vão de cardigãs largos a casacões, de calças skinny a costumes de corte mais seco… Além dos lindíssimos cachecóis de lã, em cartela de tons terrosos pincelados por laranja, vermelho-arroxeado, tons de azul e cinza.

A Semana de Moda de Milão foi dominada por protestos contra a editora da Vogue USA, Anna Wintour, que pediu às principais marcas para concentrarem seus desfiles em três dias! A controvérsia não saiu dos jornais e houve até um protesto contra a editora na entrada do desfile da Gucci.

Foram mais de 70 desfiles nos seis dias da temporada outono-inverno 2010/11, com muita sofisticação e técnicas elaboradas, embora sem mostrar uma moda contemporânea e atual. Destaque para as grifes Jil Sander, Marni e Missoni, que se afastaram do lugar comum e trouxeram frescor ao evento: Jil Sander chamou atenção para a alfaiataria, Marni mostrou silhuetas ousadas e estamparia e a Missoni, cheia de emoção, fez um tributo ao tricô.

O que se viu em quase todos os desfiles foi a imagem de uma mulher determinada, muito segura de si! Muitas roupas com elementos militares, muito tricô, couro utilizado em diversas maneiras versáteis… A silhueta chamou atenção para os ombros, golas e seios, com a valorização do busto. A cartela de cores trouxe tons pastéis, preto, cinza e variações de marrom, complementados com “pinceladas” de rosa, vermelho e branco para iluminar as coleções. E muito muito brilho para Armani…

Jil Sander

Missoni

Marni

É hoje a inauguração da primeira loja da grife italiana Missoni na América Latina, no Shopping Iguatemi, com projeto de Ferrari Architetti e inspirado na marca mais característica da Missoni, o trabalho em patchwork e a diversidade de materiais e texturas.



Por aqui, a loja vai oferecer as roupas da linha feminina, masculina e de casa, e os lançamentos devem chegar simultaneamente no Brasil e na Europa. Para 2012 a marca prevê a abertura do Hotel Missoni, na ilha de Cajaíba/BA e  ainda uma possível loja Missoni Casa.

%d blogueiros gostam disto: