A Chanel mostrou mais um esmalte que promete ser a nova cor de desejo das fashionistas mundo a fora: é o Paradoxal, um violeta escuro acinzentado e cintilante, que apareceu na campanha de produtos para o inverno 2011 da marca.

A lista de cores apresentadas pela marca para a estação (incluindo a linha resort 2011) é longa, inclui o Jade Rosé, Black Velvet, Ouro Lamé e Nouvelle Vague. Mas a nova cor ainda não tem data para chegar às lojas!

Anúncios

A dica para esse final de semana é o restaurante Amadeus (R. Haddock Lobo, 807, tel. 3061-2859), especializado em peixes e frutos do mar, comandado pela talentosa chef Bella Masano, que escolhe a dedo seus fornecedores e não descuida de nenhum detalhe do elegante restaurante pertencente à sua família. A procedência, o transporte e o manuseio dos peixes é  levado muito a sério.

Definitivamente, é o melhor lugar para experimentar pratos de peixes e frutos do mar da cidade, em um ambiente sóbrio e elegante em que os clientes são recebidos num terraço, onde serve ostras e mariscos (que, aliás, são produzidos em uma fazenda de criação da própria família, no sul do país). Aliás, é um ótimo ambiente para curtir a happy hour, que também pode ser desfrutada no confortável bar com ar condicionado embalado pelo som do piano ao vivo com o seu drinque preferido ou uma taça de champagne.

Há ótimas sugestões para a entrada, como os rolinhos de camarão com chutneys de tamarindo e abacaxi, e os carpaccios de anchova negra e polvo. Para a parte principal da refeição, prove o peixe, que varia conforme o dia, preparado em “papilotte” com tomate e ervas aromáticas, o risoto de polvo, com tentáculos macios e arroz arbóreo, ou o gamberi verde, rosso e nero, camarões puxados no azeite com manjericão e servido com arroz de azeitonas pretas. Mas o verdadeiro destaque vai para o  “plateau de fruits de mer”, uma seleção de frutos do mar com camarão, lagosta, ostras, mariscos e vongoles, ao natural e abafados no vinho branco servidos sobre gelo moído e o crevette frisson au riz de safran, camarão no cognac, curry e alho poró com arroz ao açafrão.

Gamberi verde, rosso e nero

Plateau de fruits de mer

Para acompanhar, croquetes de camarão, pasteizinhos de camarão ou carne, bolinhos de bacalhau, plateau de champignons, ostras frescas cultivadas e mariscos.

O serviço é sempre atencioso e cordial, tornando a refeição um programa extremamente agradável.

Carolina Herrera e sua filha, em 2008, em São Paulo, quando lançaram fragrância da grife na cidade

Acontece hoje, às 12hs, a inauguração da loja da grife de Carolina Herrera no Shopping Cidade Jardim, em São Paulo, que comercializará as linhas masculina e feminina, além das fragrâncias e acessórios.

Mas a estilista venezuelana, que mora em Nova York, não virá para a abertura e só deve vir ao País em outubro.

A dica para esse final de semana é o Cezano (Rua da Consolação, 3.368 – Tel. (11) 2768-3919), restaurante que une arte e gastronomia em um ambiente despojado, sob comando da chef queridinha de fashionistas e antenados, Fabiana Cesana. A casa possui uma galeria anexa, que permite que você aprecie as obras de arte enquanto espera pela mesa.

A decór da casa é rústica com toques contemporâneos: piso de cimento queimado, tijolos aparentes e sofás de couro amarelo se unem a objetos de decoração e móveis clássicos de artistas como Sérgio Rodrigues, Lina Bo Bardi, Karin Rashid e irmãos Campana. Há também duas lindas jabuticabeiras para tornar o lugar ainda mais bonito. Fora a trilha sonora, super moderna, fazendo o link perfeito entre o contemporâneo e o tradicional!

A chef Fabiana Cesana estudou gastronomia francesa em Paris, trabalhou com o chef Erick Jacquin e comandou o Sophia Bistrot. Aqui, formulou um menu bastante eclético, de inspiração na gastronomia provençal e opções saudáveis. O cardápio é enxuto, mas com opções certamente deliciosas. Boas dicas de entrada são os bolinhos de arroz com açafrão e os pastéis de bacalhau com tapenade de olivas negras. Na hora de escolher a parte principal da refeição, há opções como os clássicos steak tartar com batatas rústicas, steak poivre com pimentas verdes frescas, e picadinho com farofa de ovo e feijão muito bem temperado. Há opções mais leves, como o risoto de cogumelos shimeji, shitake e cogumelo paris ao marcapone e polenta cremosa gratinada com queijo de cabra ao azeite trufado.

Para encerrar, o gateau de chocolate amargo com calda de brigadeiro e sorvete de baunilha é imbatível, mas há ainda um delicioso pudim de leite com calda de Sauternes e o clássico crème brûllé. A carta de vinho também é reduzida, mas com algumas ótimas opções espanholas, argentinas, chilenas e italianas.

Hoje tem restaurante novo inaugurando em São Paulo: o Terrasse (R. Professor Atílio Innocenti, 101, Tel. 3078-1413), que promete trazer para cá o clima da costa européia, em um ambiente descontraído e descolado, com paredes brancas caiadas, ladrilhos hidráulicos azuis e madeira de demolição. O projeto é de Michel Saad e Marcelo Carvalho.

O menu está a cargo da chef Vanessa Tréfois – pupila de Ferran Adrià – que promete um pouco da gastronomia mediterrânea, com paninis, tortilla espanhola, carpaccios e tapas deliciosas.

Reinaldo Lourenço buscou inspiração nos carros da década de 60 para montar sua coleção para o verão 2011. E encheu a passarela de vestidos de seda (os ombros eram “radiadores” e as linhas, bem curvas), curtos e evasés. Traziam aplicações de flores de gaze, debruns coloridos e decotes discretos.

Havia calças, macacões e tops um pouco mais elaborados, tudo com o perfil do público do estilista! As cores eram off white (com coral e rosa cor de pele), mais laranja, preto e branco, fora alguns toques fluo!

Uma coleção bonita, de bom gosto e muito usável.

Desta vez termos muitos vestidos curtos e evasés com a, teremos algumas , exemplos perfeitos do Sport Couture que a marca trabalha. Na plateia, compradoras de olhos brilhando e jornalistas satisfeitas. Reinaldo pode dormir sossegado; sua coleção foi para o pódio.

Com Raquel Zimmermann em destaque, a Animale mostrou na passarela uma diversidade de vestidos curtos, em vários materiais esportivos e rústicos, como o couro strech com textura de fustão, tela esportiva e plástico transparente. Mas agradaram mais os looks mais descomplicados, como short de feltro florido, regatas com calças…

A cartela de cores mostrou de marrons a beges amarelados, com apenas algumas produções mais escuras, incluindo um roxo.

FH usou, mais uma vez, o tema da individualidade e, a partir dele, cortou e recortou as peças e foi montando, como se fossem um quebra-cabeças. Tinha de tudo um pouco e mais um pouco!!! O resultado não foi o esperado – as roupas ficaram bem estranhas, esquisitas mesmo!

Ao contrário do estilista romântico a que estávamos acostumados, Samuel Cirnansck mudou seu perfil de seus vestidos de festa: mostrou vestidos curtos, com motivos de Halloween.

Quem abriu o desfile foi a bela Grazi Massafera, só que “escondida” atrás de uma peruca de franja preta bastante estranha, vestido roxo  bordado (era uma bruxa em uma vassoura) e meia de latex pink. Outros looks mais “normais” eram: um vermelho de ombros pontudos e outro ombré, mas havia peças bem divertidas, caso do top de phyton amarelo e a oncinha dourada.

De cabelos molhados e óculos de sol! Assim entraram as modelos que desfilaram para Simone Nunes. Vestiam bustiês, saias e vestidos largos e de comprimento midi, biquínis e maiôs de cores vivas. Havia peças em patchwork, misturando florais num mesmo look. A grande sacada, no entanto, foi a sobreposição de shorts de paetês e saias de cambraia, dando um efeito transparente e ao mesmo tempo brilhante.

%d blogueiros gostam disto: