Começa amanhã, no prédio da Bienal, a edição do verão 2011 da SPFW, que terá 39 desfiles até a próxima 2a. feira, dia 14/06. Quem abre o evento é a Tufi Duek (não é mais Forum, que volta a ser uma marca em si), e o encerramento fica mais uma vez para o estilista André Lima, que costuma fechar as edições com seus lindos e “grandiosos” vestidos. É em São Paulo que as tendências aparecem de fato (as passarelas do Rio ficaram apenas “amornaram” os ânimos, pura falta de novidade…).

Uma das inspirações de André Lima: a obra "Plasticomplex of Cacophony + Velocity", de Giacomo Balla, de 1914

As principais notícias, por enquanto, são a volta de Gisele Bündchen às passarelas da Colcci, que desfila pela primeira vez depois do nascimento de seu filho Benjamin há 6 meses, ao lado do ator Reynaldo Gianecchini, do domingo (13/06). Outras tops brasileiras presentes serão Michelle Alves, para a grife de moda praia Água de Coco (cuja inspiração serão os Patrimônios da Humanidade da Unesco) e Raquel Zimmermann, para Animale.

Água de Coco e os "Patrimônios da Humanidade no Brasil"

Haverá, ainda, a presença de “celebridades” e tops internacionais, como Paris Hilton para a Triton (na 5a. feira, dia 10), ao lado do ator Jonatas Faro), a tcheca Eva Herzigova pra Adriana Degreas, Chanel Iman para Rosa Chá (que promete “bombar” a Bienal com a presença ao vivo da banda Stop Play Moon).

Inspiração nos anos 70, de Adriana Degreas

Cia Marítima, segundo divulgado, trará 10 grandes nomes pra sua passarela; o time será coroado pela presença da top brasileira Isabeli Fontana, que será exclusiva da marca. Será também a estréia da grife de beachwear de Adriana Degreas na SPFW, além de nomes jovens como os de Fernanda Yamamoto (moda feminina) e João Pimenta (masculina).

Haverá, infelizmente, baixas importantes nesta edição do evento: Huis Clos, e sua segunda marca Maria Garcia, além da Carlota Joakina (segunda marca de Gloria Coelho). E algumas marcas escolheram locações fora da Bienal para montar suas passarelas, caso da Cavalera (que desfila na Casa Panamericana, no Alto de Pinheiros), da Neon (que desfila no Complexo Desportivo Baby Barioni, no bairro da Água Branca, prometendo um desfile com pegada “surfe glam-urbano” na piscina do local), e a Do Estilista, de Marcelo Sommer (também na Água Branca, desta vez na casa noturna Villa Country, em um desfile de sotaque cigano.

O baile de debutante da grife Cavalera, que completa 15 anos!!

Anúncios

SPFW Desfalcada

06/05/2010

Maria Garcia, Primavera/Verão 2010

A próxima edição da São Paulo Fashion Week vem anunciando diversas baixas, principalmente em virtude da antecipação da data que coincidiria com a Copa do Mundo.

Já anunciaram que não irão participar as grifes Huis Clos, Maria Garcia e Carlota Joakina. E Reinaldo Lourenço resolveu diminuir de 400 para 250 o número de convidados de seu desfile, mas afirma que aqueles que não tiverem convite poderão seguir os desfile por meio de sites e blogs. Segundo o estilista isto torna o desfile mais moderno, eficiente e profissional!

Essa foi a primeira coleção com assinatura de Camila Bertolote, que já era da equipe de criação da marca, para a Carlota Joakina. E ela veio bem, trazendo como inspiração o tema “a arquitetura das flores”, traduzido em estampas florais, bordados imitando rosas e diversos babados.

Mostrou roupas com formas mais secas, com muitas leggings, jaquetas e vestidos, numa coleção mais adulta que as anteriores, porém super feminina. A cartela de cores trazia muito preto, cinza, off-white, nude e azul petróleo. Para os detalhes, foram selecionados zíperes pretos; para os tecidos, a selção incluiu seda, chiffon, tricô, tule e malha.

Há vestidos de festa na cor nude, com detalhes em tecido que lembram as pétalas das flores; há vestidos tomara-que-caia e de alcinha de seda, nada muito curto; há modelos transparentes e mais soltos, usados com shortinhos sob eles.

Nos pés, mostrou botas curtas de camurça de cano baixo, quase rasteiras, usadas com meias de tricô (como soquete ou até o joelho). Outra peça imprescindível para a coleção é a meia-calça, que para a grife deve ser estampada com desenhos de galhos de árvores secas.

 

Pedro e Reinaldo Lourenço

O estilista Pedro Lourenço, 19 anos, filho dos estilistas Gloria Coelho e Reinaldo Lourenço, vai estrear no circuito de moda internacional: ele fará seu primeiro desfile em Nova York, em fevereiro, durante a semana de moda.

Pedro Lourenço assinou sua primeira coleção com apenas 12 anos de idade, em 2003, criando a coleção Outono-inverno da Carlota Joakina, a segunda marca de Glória Coelho, sua mãe.

%d blogueiros gostam disto: