Aliás, falando em Paris Hilton, o desfile da Triton começa daqui a pouco, às 21h30. Para quem quiser acompanhar ao vivo, a grife vai mostrar o desfile ao vivo, via Facebook e seu site.

Ashton Kutcher e Demi Moore chegaram ontem, 27/01, em São Paulo, para a SPFW. O ator desfila para a Colcci, no domingo (30/01), ao lado Gisele Bündchen, que desfila pela última vez pela Colcci nesta edição da SPFW (ela desfila pela marca desde o inverno de 2005).  Aliás, Gisele está atrelada à semana de moda paulistana desde o seu início, em 1997, e deve ser substituída, na Colcci, por Alessandra Ambrósio, outra top brasileira em destaque no cenário fashion internacional.

No Twitter, Ashton mandou um recado para os fãs brasileiros no Twitter: “Estou pronto para o Brasil. O Brasil está pronto para mim?”.

Paris Hilton também chegou a São Paulo nesta quinta para participar da SPFW. A socialite, que vem ao país pela segunda vez, desfila na sexta-feira pela grife Triton.


A atriz Mayana Moura desfila, de visual novo, para a grife Neon, na SPFW. Os estilistas Dudu Bertholini e Rita Comparato quiseram exclusividade da moça, no desfile que rola amanhã, 29/01.

Começa hoje a edição do inverno 2011 do SPFW. Saem de cena Simone Nunes, Wilson Ranieri, Priscilla Darolt (que também é do grupo Animale-Farm ao lado daAusländer), Mario Queiroz e Erika Ikezili. De novidade, a Ghetz, empresa brasileira dedicada ao tricô, cuja criação está a cargo de Lucas Nascimento (ele desfilou sua grife no Fashion Rio), além de Juliana Jabour, que antes desfilava na temporada carioca. Siga o calendário:

28/01, 6ª feira
17h30 Animale
19h Tufi Duek
20h15 Samuel Cirnansck
21h30 Triton

29/01, sábado
12h30 Reinaldo Lourenço
14h30 Ghetz
16h Ellus
17h30 Neon
18h30 Neon
20h Amapô
21h30 Alexandre Herchcovitch

30/01, domingo
13h Iódice
16h Juliana Jabour
17h30 Cori
19h Osklen
21h Colcci

31/01, 2ª feira
14h Huis Clos
16h30 Maria Bonita
18h Ronaldo Fraga
19h V.Rom
20h30 Reserva

1/02, 3ª feira
15h30 Do Estilista
17h Ana Salazar
18h30 FH por Fause Haten
19h30 Jefferson Kulig
20h Lino Villaventura

2/02, 4ª feira
13h Gloria Coelho
15h30 João Pimenta
17h Alexandre Herchcovitch Masc.
18h30 Fernanda Yamamoto
20h André Lima
21h30 Cavalera

Vermelho

26/01/2011

Depois de vermos o vermelho (da coleção Resort 2011 de Alexander McQueen) que Michelle Obama usou  no jantar oficial (10/01) para receber o presidente Hu Jintao, da China, quis falar um pouquinho mais sobre a cor, que apareceu – e muito – nas passarelas do Fashion Rio. Deu para perceber que o vermelho será uma das cores do ano (mas ainda temos que esperar o quem vem por aí na semana de moda de São Paulo, a SPFW).

A Ausländer, por exemplo, mostrou a calça de couro vermelho(que foi uma febre no hemisfério norte!).

Calça de couro vermelha, da Ausländer

Se gostar de ousar, pode investir no look vermelho total, mas tem que ter em mente que os acessórios e complementos precisam ser super neutros! Quem é mais comedido, pode apostar em acessórios vermelhos, como fez a Maria Bonita extra e sua sapatilha bailarina colorida – linda!

Sapatilha bailarina vermelha, da Maria Bonita Extra

Mas talvez o melhor mesmo seja escolher uma peça, aquela que chamamos de curinga, que completa vários looks e vale cada centavo investido. Tem que ser uma peça de qualidade – bom corte, tecido, caimento, acabamento… Vale vestido, casaco, casaqueto, ou seja, se for para usar como terceira peça ou sobreposição, é sucesso garantido.

Sobreposições, da Redley

Quem já andou mostrando um pouco do Inverno 2011 foi a Cris Barros, que divulgou no Twitter algumas fotos do making off da campanha. E adivinhe? Vermelho:

Making off da Cris Barros, inverno 2011

 

Lucas Nascimento Fashion Rio Inverno 2011

Lucas Nascimento, destaque do Fashion Rio, estréia na SPFW à frente da grife paulista Ghetz no próximo dia 29. Expert em tricô, o estilista foi contratado pela Ghetz para ser o diretor de criação da marca. A Ghetz, apesar de seu perfil industrial, quer entrar para o mercado de design, então tenta associar-se a um nome forte do setor, para ter maior visibilidade.

A primeira coleção sob direção do estilista é inspirada no trabalho do escultor Bruce Ingram, hype do circuito das artes em Londres. As peças serão vendidas em multimarcas, mas já existem planos para abertura de loja-conceito em 2012.

Logo da 29ª edição do São Paulo Fashion Week, que ganhou motivos geométricos de cata-ventos.

Foram anunciadas as datas da 18ª edição do Fashion Rio e da 30º edição do SPFW para lançamento das coleções do inverno 2011. Quem abre a temporada é o Fashion Rio, que acontece entre os dias 11 e 15 de janeiro de 2011, no Pier Mauá. Em paralelo, o Rio-À-Porter (salão de negócios de moda e design oficial do evento) acontece a partir do dia 12 de janeiro, com três dias de duração.

O São Paulo Fashion Week, evento de moda paulista, acontece de 28 de janeiro a 2 de fevereiro, no Pavilhão da Bienal do Parque do Ibirapuera.

Reinaldo Lourenço buscou inspiração nos carros da década de 60 para montar sua coleção para o verão 2011. E encheu a passarela de vestidos de seda (os ombros eram “radiadores” e as linhas, bem curvas), curtos e evasés. Traziam aplicações de flores de gaze, debruns coloridos e decotes discretos.

Havia calças, macacões e tops um pouco mais elaborados, tudo com o perfil do público do estilista! As cores eram off white (com coral e rosa cor de pele), mais laranja, preto e branco, fora alguns toques fluo!

Uma coleção bonita, de bom gosto e muito usável.

Desta vez termos muitos vestidos curtos e evasés com a, teremos algumas , exemplos perfeitos do Sport Couture que a marca trabalha. Na plateia, compradoras de olhos brilhando e jornalistas satisfeitas. Reinaldo pode dormir sossegado; sua coleção foi para o pódio.

Com Raquel Zimmermann em destaque, a Animale mostrou na passarela uma diversidade de vestidos curtos, em vários materiais esportivos e rústicos, como o couro strech com textura de fustão, tela esportiva e plástico transparente. Mas agradaram mais os looks mais descomplicados, como short de feltro florido, regatas com calças…

A cartela de cores mostrou de marrons a beges amarelados, com apenas algumas produções mais escuras, incluindo um roxo.

FH usou, mais uma vez, o tema da individualidade e, a partir dele, cortou e recortou as peças e foi montando, como se fossem um quebra-cabeças. Tinha de tudo um pouco e mais um pouco!!! O resultado não foi o esperado – as roupas ficaram bem estranhas, esquisitas mesmo!

%d blogueiros gostam disto: