O grupo britânico Arcadia, que controla a Topshop, confirmou na última sexta-feira a entrada da marca no mercado brasileiro em 2011. A previsão é que sejam abertas duas lojas em shoppings centers do grupo Iguatemi, em São Paulo.

As lojas serão operadas pela própria companhia, que viu nos consumidores de  São Paulo o perfil de quem busca produtos orientados pela tendência, ou seja, o cliente perfeito para a Topshop.

A Topshop já está presente em outros mercados emergentes, caso da Turquia e da Tailândia.

Fachada da Topshop, em Londres

Anúncios

London Calling

25/09/2010

A Semana de Moda de Londres teve como ponto alto o desfile da Burbery e seu desfile no Chelsea College of Art and Design. Na primeira fila, Alexa Chung (apresentadora da MTV), Douglas Booth, Sarah Jessica Parker, Serena Williams e Andy Murray; nas passarelas, saltos gigantes e muitos tropeços…

Modelos envoltas em vestidos de couro de cobra justíssimos, jaquetas e mini-casacos ricamente adornados com tachas e espinhos metalizados, tentavam não despencar da altura de seus saltos. Tudo muito rock glam-chique! Richard Nicoll, por sua vez, inspirou-se no setentismo futurista do casal Angie e David Bowie, década explorada também por Giles. Já as modelos de Mathew Williamson desfilaram muitas franjas, que entraram dançando e balançando nas passarelas. E teve, também, a realeza-pop de Christopher Kane.

As coleções, em geral, inspiraram-se entre a tendência rocker e a bossa do final dos anos 70, adicionadas de pitadas étnicas e praianas, como no desfile da Issa, da brasileira Daniela Helayel, e seus modelos de renda.

Primeiro foi a Bookmarc, livraria em Nova York, aberta junto com Robert Duffy, dedicada a livros de arte e sua linha de papelaria. E agora, em comemoração aos 25 anos da Barney’s de Nova York, fez uma parceria com a Moleskine, criando uma estampa para o caderninho preto mais adorado e famoso do mundo, em edição limitada. Um charme!

Se o make é muito bem pensado, segundo as passarelas de Nova York, os cabelos estão despojados, quase “bagunçados”!

As cabeças continuam tomadas pelos coques, mas eles estão mais baixos e desarrumados, cheios de fios soltos (Diane von Furstenberg, Tadashi Shoji, Rag & Bone, Proenza Schouler e Nicole Miller)… Também tem cabelo “à la Bardot”, com aquele volume no topo da cabeça, numa versão mais “bagunçadinha” (Vera Wang, Derek Lam, Naeem Khan e Custo Barcelona).

Os cabelos soltos também apareceram nas passarelas, ainda “revoltos” e bem volumosos, ora frisados, ora cacheados (Marc Jacobs, Z Spoke By Zac Posen e Port 1961). Mas também tiveram vez os mais certinhos, só que presos por bonitas peças tipo fivelas ou presilhas (Rodarte, Carolina Herrera, Prabal Gurung, Cynthia Rowley).

As passarelas da semana de moda de Nova York, que terminou no último dia 16, mostraram tendências bem definidas em termos de maquiagem e cabelos. Enquanto estes são bem despojados, quase “descuidados”, o make é bem pensado e ocupa lugar importante no look final.

Os olhos são pintados por sombras em cores primárias, cobrindo toda a pálpebra (Oscar de la Renta) ou apenas como delineador (Dennis Basso). Visual de atitude, a usuária definitivamente precisa “carregar”… A boca, por sua vez, é laranja, em diversos tons, dos mais vivos aos fechados, brilhantes ou opacos (Marc by Marc Jacobs, Jill Stewart, Lacoste, Vena Cava, Lela Rose, Z Spoke by Zac Posen)!

E, mais uma vez, olhos sem máscara (Michael Kors, Alberta Feretti, Thakoon, Prabal Gurung), para deixar o visual mais leve depois de tanta cor, como já havíamos visto nas semanas de moda brasileira.

Além de seu retorno aos closets femininos, e depois de lançar sua incrível linha de batons,Tom Ford anunciou o lançamento de um esmalte com sua assinatura. É um um vinho escuro, chamado Black Orchid,  o mesmo nome do perfume lançado pelo estilista em 2006. Sem divulgação de preço e data para começar a ser vendido, alardeou-se que era a cor nas mãos das modelos em seu misterioso desfile na NYFW

Minha dica para esse final de semana contempla os aficcionados por um pequeno e sofisticado doce, o macaron, que tem um evento totalmente dedicado a ele a partir de amanhã, 18/09, até o dia 03/19, na Sódoces (Al. dos Arapanés, 540, Indianópolis, Tel. 5051-5277), doceria de Flavio Frederico. Essa será a 3a. edição do festival que tem o doce como tema.

Serão cerca de vinte versões, que vão de exóticos como limão galego com cachaça, tangerina com pimenta rosa da Bahia, vodka e groselha, cupuaçu com rapadura, aos clássicos de chocolate, pistache,pêssego, café…! Criações imperdíveis: sorvete de macaron e macaron recheado de creme brûlée de laranja com framboesas.

A moda que vimos em Nova York na temporada do verão 2011 da fashion week americana, que terminou ontem, mostrando um perfume setentista, uma moda que exalta o estilo de vida da metrópole mais agitada dos Estados Unidos: a própria Nova York!

Quem deu o start foi Marc Jacobs, que exaltou o famoso clube Studio 54, criado em 1977, onde aconteceram festas memoráveis, lotadas pelas celebridades da época. Outras referências foram a atriz Jodie Foster, no filme “Taxi Driver” (1976), os roqueiros ultra-paramentados do New York Dolls e as criações de Yves Saint-Laurent, que brilhava na década de 70. Trouxe para a passarela vestidos esvoaçantes, macacões longos, além das cores dos anos 70, como marrom, roxo, laranja e vermelho, em desfile aberto pela modelo alemã Luisa Blanchin, o rosto mais comentado do momento.

Já as grifes Tommy Hilfinger e Lacoste mostraram o um estilo”esportivo-chique”, típico do Upper East Side: a primeira revisitando o “preppy” (estilo “mauricinho” americano!) e a segunda, bem setentinha, exaltou os looks de veraneio da época (trouxe até as trancinhas de Bo Derek no filme “A Mulher Nota 10”, de 1979). A Tommy, aliás, comemora seus 25 anos, sagrando-se uma das mais importantes representantes do estilo esportivo da moda dos EUA. Seu desfile esteve lotado de celebridades na primeira fila (Jennifer Lopex, Christina Hendricks e Ed Westwick, entre outros).

Jason Wu, estilista queridinho de Michele Obama, veio buscar inspiração no Brasil, mais precisamente na artista Beatriz Milhazes. E aí, enveredando pelo lado brasileiro, teve Carlos Miele, que animou seu desfile com trilha sonora ao vivo de Bebel Gilberto, e não desapontou suas fãs, mantendo seus modelos sexies e com detalhes feitos à mão, e também Alexandre Herchcovitch, novo queridinho de blogueiros como Bryan Boy, considerado um dos mais influentes da web.

Diane Von Furstemberg também exaltou os anos 70, em charmosa coleção, e Carolina Herrera mostrou muito luxo na passarela. Aliás, as coleções foram, em sua maioria, luxuosas interpretações da tendência setentista, bem como do esportivo de luxo…

No último domingo, 12/09, Tom Ford mostrou sua primeira coleção pós-Gucci. Mas, para não terminar totalmente com o “suspense”, o estilista fez com que todos os jornalistas e editores convidados (pouquíssimos, diga-se de passagem) assinassem um termo de compromisso garantindo que o que aconteceu dentro de sua butique da Madison Avenue, em NY, permaneça confidencial.Além disso, baniu totalmente câmeras e fotógrafos, para evitar que qualquer imagem fosse divulgada.

As fotos só puderam ser tiradas por Terry Richardson – e só devem ser divulgadas em janeiro de 2011, data da chegada da coleção às lojas. Mas, com tantos celulares, impossível não virar um fotógrafo, ainda que amador,só para ter um gostinho… Cathy Horyn não se fez de rogada e clicou algo que pode ser considerado uma prévia do que vem por aí. Ela publicou em seu blog “On The Runway” duas imagens do evento.

Na passarela, desfilando os looks de Ford, apenas amigas e celebridades, em especial sua “queridinha”, Lou Doillon. Também desfilaram Beyoncé, Julianne Moore, Daphne Guinness e Marisa Berenson, bem como algumas modelos. E os comentários dos editores foram positivos – sinal de que a coleção agradou.

Tom Ford and Daphne Guinness no desfile de Tom Ford.

Beyoncé Knowles.

Fotos: Cathy Horyn/Reprodução

O VMA 2010 costuma ser palco de looks ousados e um tanto duvidosos. Em sua maioria, as celebs optaram por deixar as pernas à mostra em vestidos curtíssimos… de preferência cheios de brilho e bem justos. Algumas uniram a essas características a transparência – caso da cantora Katy Perry e da atriz Eva Pigford.

Aliás, no quesito ousadia, quem saiu na frente foi a própria Katy Perry: além de seu Marchesa transparente, mechas coloridas e a foto do marido, Russell Brand, impressa nas unhas!

Dá uma olhada em alguns looks…

%d blogueiros gostam disto: