Verão metalizado

28/09/2011

Como já havia acontecido em Nova York e Londres, em Milão os metalizados “brilharam” nas passarelas. Seja prata, seja ouro, os designers italianos apostaram forte na tendência.

O brilho dourado veio nas aplicações de plaquinhas, bordados e paetês dourados: Moschino, Emilio Pucci, Roberto Cavalli, Dsquared, Versace, Gucci… Veio, também, no tecido liquido (Gianfranco Ferré, Salvatore Ferragamo), em vários outros tecidos, dos leves aos estruturados foram às passarelas (Salvatore Ferragamo, Giorgio Armani, Prada, Emilio Pucci) e até em lurex (Moschino, Dsquared, Fendi)!

Na hora do prata, Emporio Armani, Giorgio Armani,Versace, Just Cavalli, Etro, em bordados e aplicações ou em diversos tecidos…

Este slideshow necessita de JavaScript.

A semana de moda de Nova York terminou na última 5a. feira, e chamou atenção por trazer roupas sem grandes invenções, mas não sérias, um tanto comerciais, mas com um “ar de festa” – antagonismo puro, o tempo todo.

Mas os desfiles internacionais estão apenas começando – Londres está a pleno vapor!! Mesmo assim,  já dá para termos uma idéia de quais foram as duas principais tendências: o esportivo, um sportswear revisitado, meio conectado ao hip-hop, e o africanismo.

O macacão apareceu muito, em diversos estilos, tecidos e comprimentos, para “facilitar” a vida de quem usa, assim como os “conjuntinhos”, recorrentes em diversas coleções. Os anos 20 foram o influenciador maior no quesito feminilidade, enquanto estampas com traços e grafismos, remetem à art déco…

Este slideshow necessita de JavaScript.

NY está laranja…

13/09/2011

Além do make laranja, Nova York foi tomada por looks laranja nas passarelas de sua semana de moda!! É só ver as coleções desfiladas por Carlos Miele, Alexander Wang, BCBG Max Azria, Derek Lam, Diane Von Fürstenberg, Rag & Bone, Tommy Hilfiger, Victoria Beckham, Marc by Marc Jacobs, entre vários outros.

Dá para copiar já aqui no Brasil, só precisa tomar cuidado com o tom de laranja que você vai escolher…

Não dá para esquecer nunca que  a cor certa ilumina, deixa a aparência saudável e descansada, rejuvenesce, harmoniza e dá ao rosto aquela aparência de corado, colorido. Além disso, tem o poder de suavizar a textura da pele, valorizar os traços, equilibrar as formas e afinar o rosto! A cor errada, ao contrário,  acaba sabotando sua aparência, já que apaga e cria sombra no rosto, dá aparência cansada, envelhece (acentua as marcas de expressão), sobrepuja, suga a coloração natural (amarela, acinzenta), distorce as proporções e alarga o rosto.

Apostando no laranja certo, é só se inspirar nos looks desfilados e arrasar no verão brasileiro…

Este slideshow necessita de JavaScript.

Terminou ontem a semana de moda de Nova York. Nada de muito interessante, a mesmice pairou no gélido ar nova iorquino, sem nada de muito criativo! Mas houve, sim, uma novidade nessa fashion week, só que não exatamente nas passarelas ou nas silhuetas: está na internet, com a utilização de recursos da web e das redes sociais, como Facebook e Twitter.

Os desfiles se uniram ao mundo digital, com um número recorde de grifes transmitindo seus desfiles ao vivo pela rede, permitindo que o mundo todo tivesse acesso às salas de apresentação (o que sempre foi privilégio de poucos – e bons!). Algumas grifes, aliás, apresentaram suas coleções exclusivamente pela internet, reduzindo drasticamente seus custos com o desfile.

Já nas passarelas, um clima um tanto insosso, ainda sob o terror da crise econômica, com exceção de Marc Jacobs, que mostrou uma coleção cheia de despojamento, praticidade e uma boa dose de romantismo, como que unindo o vintage ao contemporâneo.

Marc Jacobs, outono-inverno 2010/11

Algumas coleções vieram super femininas – caso de Diane von Furstenberg, que mostrou uma coleção voltada ao casualwear e Carolina Herrera, com inclinação à alta costura. By the way, as duas abrem suas lojas aqui no Brasil ainda em 2010.

Dois brasileiros mostraram suas coleções em Nova York e fizeram bonito: Alexandre Herchcovitch, com o desfile que mostrou no São Paulo Fashion Week (e que todo mundo amou, porque foi lindo mesmo!!!) e Carlos Miele, que mostrou uma de suas melhores coleções, inspirando-se no construtivismo, cheio de geometrias e cores fortes, mas cheia de glamour, como é sua cara.

Alexandre Herchcovitch, outono-inverno 2010/11

Carlos Miele, outono-inverno 2010/11

Fora isso, não há muitas novidades a destacar, apenas o novo talento Thakoon Panichgul (estilista tailandesa que já vestiu Michele Obama, lembra-se?).

Thakoon

A seguir, um pouco das passarelas:

RVCA outono-inverno 2010/11

L.A.M.B. outono-inverno 2010/11

Jason Wu, outono-inverno 2010/11

Alexander Wang, outono-inverno 2010/11

Victoria Beckham, outono-inverno 2010/11

Rodarte, outono-inverno 2010/11

Hervé Léger, outono- inverno 2011

%d blogueiros gostam disto: