SPFW – DIA 1 – PRISCILLA DAROLT

17/01/2010

Num desfile enxuto, Priscila Darolt mostrou uma coleção surpreendentemene sexualizada , que tem como base o espartilho. Mostrou sua versão da femme fatale, num inverno com duas vertentes: de um lado, a seda (com sugestivas orquídeas em maxiestampa); de outro, uma linha mais esportiva, mas tudo a seu modo.

Os vestidos em seda, comportados a princípio, trazem decotes assimétricos, pences que marcam a silhueta e aplicações de telas. Há, então,outra série de vestidos – pretos ou brancos, sempre justos e curtos, de ombros projetados – criados a partir de uma superposição de tiras que, colocadas lado a lado, formam uma espécie de armadura. É a leitura de Priscilla para o vestido bandagem, só que amarrando realmente a silhueta, com tiras de materiais esportivos, como borracha, telas de algodão e ainda couro e camurça. Já as amarrações dos corsetes estão tanto nos vestidos quanto nas saias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: